Programa de Formação em Artes Cênicas oferece cursos para 1200 artistas, estudantes e profissionais – Blog Dégagé
Cultura, Dega News

Programa de Formação em Artes Cênicas oferece cursos para 1200 artistas, estudantes e profissionais

programa-de-formacao-em-artes-cenicas-oferece-cursos-para-1200-artistas-estudantes-e-profissionais

Três macrorregiões cearenses recebem até abril cursos avançados de artes cênicas para atores, bailarinos, músicos, circenses, dramaturgos e técnicos da cena. As pré-inscrições gratuitas estão abertas

Fortaleza, Russas e Sobral sediam o Programa de Formação em Artes Cênicas, levando aprofundamento teórico e prático para 1200 artistas e técnicos da cena. São 23 professores criadores do Brasil e de países como Argentina, Brasil, Chile, França, Itália, Portugal e Venezuela. O projeto reúne estudiosos criadores de programas de pós-graduações em artes cênicas, tecnologias da cena, institutos, laboratórios criativos, institutos de relevante atividade profissional e artística para ministrarem 13 cursos, quatro residências criativas e quatro experimentos cênicos, cujo formato propõe o processo criativo inseparável do processo pedagógico. A ideia de criação como pensamento, e pensamento como ato criativo. 

O programa iniciou em fevereiro, em Fortaleza, e segue pelas três cidades até abril. As atividades acontecerão nas cidades citadas, mas acolherão participantes de toda a macrorregião. O público alvo são artistas cênicos, profissionais, professores, pesquisadores, atores, bailarinos, músicos, circenses, cantores, diretores, dramaturgos, iluminadores e sonoplastas. As pré-inscrições são gratuitas e podem ser realizadas através do site da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará: www.secult.ce.gov.br.

A certificação em Artes Cênicas será conferida a quem obtiver 75% de presença na atividade. Os temas dos cursos abordam treinamento de mente, corpo e voz do ator, dança, música, canto, dramaturgia, teatro de boneco em suas várias técnicas de manipulação e a cena contemporânea. Além disso, serão abordadas tecnologias de cena, como iluminação, cenários, figurino, maquiagem e sonoplastia.

Para a diretora do Programa de Formação, Rejane Reinaldo, o objetivo é promover experiências que movimentem artistas e profissionais, fazendo imersões cênicas de forma descentralizada. “Precisávamos de ações de formação avançada em cidades do interior do nosso Estado, onde ainda não temos programas de pós-graduações em artes. Será um momento de trocas, intercâmbios técnicos, estéticos, poéticos, pedagógicos, didáticos e afetos entre criadores.

A realização do Programa de Artes Cênicas é do Governo Federal, através do Ministério da Cidadania, pela Secretaria Especial da Cultura, do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura (Secult), e da Associação Educativa Cultural Teatro da Boca Rica. Também tem os seus recursos garantidos por meio de uma Emenda Parlamentar de 2013 do então Senador da República, o cearense Inácio Arruda.

No projeto, o intercâmbio de saberes entre profissionais, artistas e professores é incentivado através do perfil dos convidados, que trazem a abordagem das Artes Cênicas no seu sentido amplo, ao juntar teatro, dança, música, circo, ópera e tecnologias da cena. Participam das ações professores criadores do Acre, Ceará, Bahia e Rio Grande do Norte, e de outros países, como Argentina, Chile/Venezuela, França/Portugal e Itália.

EM FORTALEZA

A capital cearense recebeu em fevereiro os dois primeiros módulos do programa. O curso “O ator no processo criativo teatral” foi ministrado pela Doutora em Artes Cênicas (UFBA/ Universidade Nanterre, França), Hebe Alves, professora da Pós-Graduação deste curso, na UFBA. Em 2008 recebeu o Prêmio Braskem de Teatro, na categoria Homenagem Especial. Em 2011, ganhou o Prêmio Especial de Inovação e Criatividade, no VIII Festival Internacional de Estudantes em Teatro, em Minsk, Bielorússia.

Dramaturgia em processos criativos” foi o curso sob orientação da Professora Doutora Cleise Mendes, docente de dramaturgia na Escola de Teatro da UFBA e membro da Academia de Letras da Bahia. Com dezenas de peças no currículo, ela foi premiada como Melhor Autora por A Terceira Margem (1981), também com Castro Alves (1994) e com Joana d’Arc (2010).

Para o mês de março, o Programa de Formação em Artes Cênicas, traz mais dois cursos, dois experimentos cênicos e duas residências criativa para Fortaleza. A Residência Criativa Cuerpo Imaginante, Cuerpo Sonoro, traz Diana Penalver, Professora Honorária da UNEARTE, atriz de teatro e cinema, diretora, criadora e investigadora musical venezuelana, radicada em Santiago do Chile, para coordenar a atividade entre 16 e 22 de março, de 13h às 21h30. O espetáculo de finalização das atividades será dia 26 de março.

O curso O Corpo e a Cena, com a Professora Doutora da Universidade Federal do Acre, Adelice Souza, que também é diretora teatral, dramaturga, escritora e yoguini, e o Professor Doutor e artista multidisciplinar paraense, Thales Branche, será entre os dias 23 e 28 de março, de 14h às 19h.

A tradição Cênica no Tempo Contemporâneo é o tema do curso que será ministrado por Dane de Jade e Mestres (Ceará), no período entre 25 e 29 de março, de 13h às 19h. Com dois experimentos cênicos, o programa traz o tema La Caverna, orientado por Diana Penalver, entre os dias 23 e 29 de março, de 13h às 21h30. A turma fará no dia 26 de março um espetáculo como conclusão das aulas.

O segundo momento de experimento cênico terá o tema “O corpo da voz”, entre os dias 30 de março e 5 de abril, de 13h às 21h, e será com Miriam Palma e Antonino Gianotta, ambos da Itália. Miriam Palma é atriz, diretora, cantora e professora de canto e voz para teatro. Ainda nos anos 1998 criou em palermo o Centro de estudos O Corpo da Voz. Antonino Gianotta é multi-instrumentista de cordas, tendo excelência em bandolim, violino e violão, participando de vários grupos musicais.

A segunda turma de residência será com o tema Teatro de Marionetes. Diana Romero, da Espanha, jornalista, designer, construtora e manipuladora de bonecos e de histórias, integrante da Companhia Périplo, e André Maturana (Chile/Espanha) é a dupla que divide entre 28 e 30 de março, de 13h às 21h30, as aulas, com espetáculo a ser apresentado no dia 27 de março.

EM SOBRAL

O Vale do Acaraú receberá, na cidade de Sobral, as atividades do Programa de Formação em Artes Cênicas para artistas e técnicos da área. Serão quatro cursos, um experimento cênico e uma residência criativa. Com o tema “Cenografia e Tecnologias de Cena”, o primeiro curso será entre os dias 2 e 6 de março, de 13h às 19h, com Sávio Araújo, convidado especial do Rio Grande do Norte. Com mais de 30 anos de experiência na área de Artes e Teatro, ele é docente da UFRN e tem Pós-Doutorado na University of British Columbia, Vancouver, Canada.

Entre os dias 9 e 13 de março, de 13h às 19h, será ministrado o curso “O jogo do Brincante no universo da cena”, com Cláudio Ivo. Cearense, ator e diretor de teatro é também instrutor de circo, palhaçaria e cultura tradicional popular. Formado pela Escola Nacional de Circo, nos anos 2000 foi selecionado para o elenco do Cirque du Soleil, Canadá. Hoje está na Opereta Popular Canto de Reis, espetáculo em homenagem ao Reisado do Cariri.

Com o tema “Tecnologias da cena”, o curso com o convidado Luís Parras, de São Paulo, será de 16 a 20 de março, de 13h às 19h. Ele é diretor de arte, cenógrafo, estudou pintura e história da arte no Conservatório Estadual de Música Juscelino Kubitschek (Minas Gerais). Sua experiência passa também pela formação em Artes Plásticas na UFBA.

A regente, musicista e escritora, Izaíra Silvino, ministrará o curso “Cantos, artes cênicas e processos criativos” entre 11 e 15 de abril, de 13h às 19h. Ele esteve regente do Coral da UFC entre 1981 e 1989, fez transformações duradouras nos espetáculos do grupo. A professora aposentada da Faculdade de Educação da UFC, é especialista em Música do Século XX e Mestre em Educação por esta universidade. Ela foi precursora de trabalhos de valorização da música brasileira e nordestina e um projeto de multiplicação de corais.

No período entre os dias 3 e 5 e 9 e 13 abril, de 13h às 19h45, será realizada a Residência Criativa “Treinamento corpo, voz, mente do ator”, com a argentina Verônica Velez. Ela é atriz e professora de teatro, especializada em treinamento psicológico, físico e vocal de atores. Membro do grupo Teatro Acción, desde 1988, ela desenvolveu uma técnica específica de treinamento vocal criativo

Fechando a formação avançada em Sobral, o Experimento Cênico “Las Ruinas Circulares, de Jorge Luis Borges” traz Eduardo Gilio, da Argentina, entre 2 a 6 e 8 a 10 abril, de 13h às 19h45. Formado em Belas Artes, ele é diretor e autor de teatro, referência do teatro argentino contemporâneo e é pesquisador e artista no campo de novas tecnologias e videoarte.

EM RUSSAS

O Vale do Jaguaribe vai receber, na cidade de Russas, atividades do Programa de Formação em Artes Cênicas para artistas e técnicos da área. Serão cinco cursos avançados, um experimento cênico e uma residência criativa. Com o tema “A dança e a cena”, o primeiro curso será nos períodos de6 a 8 e 20 a 21 de março, de 13h às 19h. Lourdes Macena, doutora em Artes pela UFMG, coordenadora do Mestrado Profissional em Artes do IFCE e diretora do Miraira – Laboratório de práticas culturais tradicionais ministrará este curso.

Nos dias 14 e 15, 21 e 22, 28 e 29 de março, de 13h às 19h, o teatrólogo e pesquisador Marcelo Costa, Doutor pela Escola de Belas Artes da UFMG, autor de livros sobre a história do teatro cearense e com noventa espetáculos no currículo, e Magela Lima, jornalista, estudioso de dramaturgia nordestina, doutor em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia, já foi Secretário da Cultura de Fortaleza, e atualmente coordena o curso de Jornalismo da Universidade 7 de Setembro, serão os professores do curso “História do Teatro”.

Com o tema “Teatro de Bonecos”, uma Residência Criativa será realizada entre 19 e 25 de março, de 13h às 21h30, com a dupla Izabel Vasconcelos e Cláudio Magalhães. Izabel é atriz, diretora, artista plástica, dramaturga, produtora, assistente social e especialista em políticas sociais. É da Rede de Mulheres Bonequeiras do Brasil e, junto com Cláudio Magalhães, dirige a Companhia de Teatro Epidemia de Bonecos e integra a Rede Cearense de Teatro de Bonecos. Carlos é ator, diretor, produtor e pedagogo, e também produz o Coletivo Rei Leal e integra a Trupe Caba de Chegar.

Entre os dias 4 e 8 de abril, de 13h às 19h,Música e Artes Cênicas, Articulações Criativas” é o tema do curso que será apresentado por Alfredo Barros, que está à frente do Bacharelado em Composição do Curso de Música da UECE e dirige a Orquestra Sinfônica desta universidade. Em 2019 recebeu prêmio da Funarte pela obra ‘Vanescens’, para vibrafone solo, na XXIII Bienal de Música Brasileira Contemporânea, no Rio de Janeiro.

O ciclo formativo em Russas também apresenta o curso “A cena contemporânea”, com o diretor teatral Thiago Arrais, de 3 e 5 ede 10 a 12 de abril, entre 14h e 19h. Cearense, Arrais é do Coletivo Soul, Doutorando em Estudos Artísticos pela Universidade de Coimbra, Mestre em Teatro pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e professor de Teatro do IFCE. Seus trabalhos artísticos e acadêmicos circularam por Brasil, Colômbia, Chile, Portugal, França, Romênia e Alemanha.

O curso “O corpo da voz”, com início nos dias 9 a 15 de abril, de 13h às 21h, terá Miriam Palma e Antonino Gianotta, ambos da Itália, como professores criadores. Miriam Palma é atriz, diretora, cantora e professora de canto e voz para teatro. Ainda nos anos 1998 criou em palermo o Centro de estudos O Corpo da Voz. Antonino Gianotta é multi-instrumentista de cordas, tendo excelência em bandolim, violino e violão, participando de vários grupos musicais.

O Experimento Cênico “Teatro de Bonecos” terá Omar Rocha e Carlos Cesar dos Santos no processo criativo, será realizado em 12 a 18 de abril, de 13h às 21h. O experimento abordará o libreto de Ópera Popular, Moacir das Sete Mortes ou A Vida Desinfeliz de um Cabra da Peste, cordel de Oswald Barroso. Omar é bonequeiro reconhecido por décadas de trabalho na área, historiador e bacharel em Direito, é também especialista em Gestão de Produtos e Serviços Culturais pela UECE. É o criador dos bonecos do programa humorístico de sátira policial: “Nas Garras da Patrulha”. Carlos César é ator, diretor e artesão de longa trajetória nos palcos cearenses, notadamente no Teatro de Boneco.

QUEM É QUEM

Realização: Governo Federal / Ministério da Cidadania, Governo do Estado do Ceará / Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e Associação Educativa Cultural Teatro da Boca Rica. Produção: Fundação Nacional de Artes – Funarte. Apoio institucional: Instituto de Estudos de Teatro da Universidade Sorbonne Nouvelle  (França), ​Laboratório Teatral Permanente Teatro Studio Attrice / Non (Itália), Centro de Teatro e Canto de Palermo (Itália), Teatro La Bacante (Chile), Teatro Acción (Argentina), Universidade Federal da Bahia – UFBA, Universidade Federal do Acre – UFAC, Prefeitura Municipal de Russas /  Secretaria da Cultura, Turismo e Esporte, Prefeitura Municipal de Sobral/ Secretaria da Cultura, Juventude, Esporte e Lazer / Escola de Cultura, Comunicação, Ofícios e Artes – ECOA, Prefeitura Municipal de Fortaleza/ Secretaria da Cultura / Teatro São José e Secretaria da Cultura do estado do Ceará / Centro Cultural Bom Jardim / Teatro José de Alencar / Teatro Carlos Câmara/  Instituto Dragão do Mar / Porto Iracema das Artes.

SERVIÇO

Pré-inscrições para as atividades no site da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará: www.secult.ce.gov.br.

Associação Educativa Cultural Teatro da Boca Rica

Redes Sociais: @teatrodabocarica

Mais informações: formacaobocarica@gmail.com

Foto: Eltanin Alighiere

0 Comments

Lívia Manzolillo

Reply your comment

Your email address will not be published. Required fields are marked*